sábado, 6 de agosto de 2016

Um novo começo, The Duff, sobre encontrar o seu lugar no mundo e uma noite em claro.

Cena do filme The Duff
Oi, tudo bem?

Aqui estou eu, escrevendo um texto totalmente aleatório e depois de...vamos dizer, mais de um ano sem escrever nada aqui no blog. O incrível (ou não tão-incrível assim) é que depois de uma noite inteira acordada (culpe as férias, se quiser) olhando a tela do computador e um filme de aproximadamente uma hora e quarenta minutos de duração, encontrei inspiração para voltar a fazer uma coisa que sempre gostei tanto, porém, sempre tive receio: escrever. Escrever em um blog.

 A questão é, sempre estamos nos comparando com o próximo e tornando nós mesmos inferiores, apenas porque precisamos saber/sentir que somos melhores e que possuímos destaques. Esse tema de auto aceitação é tão comentado que chega a ser clichê. Muito clichê, falando a verdade. Agora pergunto a você que está lendo esse post, seja quem você for e do jeito que for: será que esse assunto é repetitivo pelo o simples fato que não importa quem somos, a estrela de um filme de sucesso ou a garota comum do colégio, vamos em algum ponto ou todos os pontos da vida,  sentir-se inferiores? 

Sim, estou sendo clichê tudo por causa de um filme, que apesar de ter lido há um tempo atrás o livro que serviu como base, não depositava muito fé nele não. The Duff é, sem dúvida, um filme leve e de certo modo despretensioso, contudo, com uma lição que apesar de ser óbvia, nunca vai sair de moda. Não importa se alguém achar que não somos dignos da atenção dele (a), o que realmente importa é que sabemos o quanto somos especiais.

Uffa! Esse discurso todo foi apenas para dizer que o blog está de volta e agora com um novo novo: Picking Flowers In The Storms. Muitas coisas mudaram e aconteceram na minha vida. Se me perguntasse no passado como eu estaria agora, bem, a resposta seria bem diferente do que sou agora. E por isso, o blog passou por vários nomes, mas acho que finalmente encontrei o título que vai passar a mensagem que eu realmente queria. A mensagem que diz que nessa vida, vamos passar por muitos momentos difíceis. Talvez, mais momentos difíceis do que bons, porém, é importante a gente aprender a colher flores nas tempestades. Só assim, seremos capazes de encontrar a alegria de viver.

Existe milhares de pessoas no mundo passando por diversas dificuldades e sofrimentos, e se você for uma delas, não desista. Lute e não tenha medo de perder seus sonhos. Nesses últimos anos aprendi que é normal os sonhos acabarem, o que não podemos é deixar de preencher com novos sonhos. Se você tiver lido isso tudo, muito obrigada e bem vindo ao meu pequeno, contudo, imenso mundo.

Até a próxima, pessoal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deseja comentar? Fico muito feliz.
- Compartilhe a sua opinião com responsabilidade.
- Se seguir o blog, avise nos comentários para eu seguir de volta.
- Deixe o link do seu blog no final.
- Não vale fazer propaganda sem comentar o post antes.
Obrigada pelo o comentário :)